Brexit!

Luís Nunes dos Santos

Bisturi Cronista


Brexit!

Será que já nos esquecemos do que foi a Europa antes de existir a União EuropeiaSerá que nos esquecemos dos cataclismos e conflitos permanentes ao longo dos seculos que culminaram com a maior matança em nome das várias bandeiras nacionais que compõem hoje os países da União?

Será que os demagogos nacionalistas não se perguntam o porquê do maior avanço e progresso civilizacional da história ser coincidente com a época em que os países Europeus formam a União Europeia?

 Parece que muitos dos cidadão da U.E. já não se lembram mesmo, a maioria viveu um tempo de paz onde as liberdades de cada um foram sempre asseguradas e foram também um dado adquirido como banal, será que querem voltar ao antigamente, aos conflitos…?

 O Brexit é portanto uma resposta a varias das minhas anteriores perguntas, e se for mesmo para a frente não tenho dúvidas que é entregar de bandeja este continente mantido em paz nas mãos de oportunistas, demagogos, totalitários, nacionalista e extremistas, uma vez que abre um precedente nas aspirações de uma Europa unida nos valores da Democracia, proteção social e na economia de mercado.

Este referendo não se trata só de votar se o Reino Unido sai ou não da União Europeia, é o voto na Democracia ou na Europa dos antigos conflitos!

A União está em causa e com isso também o modo de vida que levamos em Democracia. E de uma coisa vos garanto a Democracia é o bem mais precioso de cada estado-membro, mas sobretudo de cada cidadão!Engane-se quem acredita que tudo isto pode ser sacrificado em nome do protecionismo de fronteiras, ou da “ameaça” dos refugiados, ou até das desigualdades entre as economias do norte e do sul, tudo isto pode ser sacrificado simplesmente porque algumas pessoas se servem do medo geral dos cidadãos e atiçam ainda mais esses medos com retoricas falsas e fáceis com a ansia de alcançar o poder!

 BrÉ verdade que a união europeia tem alguns problemas, mas não deixa de ser a melhor organização democratica que o nosso continente já viu, e a única solução de se combater os problemas no seio da união, tanto internos como externos, é sermos cada vez mais unidos enquanto cidadãos Europeus.

Eu acredito na União Europeia, acredito na solidariedade entre os Estados-Membros, e acredito também que o bom senso vai prevalecer e o Reino Unido continue como parte integrante da União, e que este referendo seja o princípio do fim não da Europa, mas sim dos demagogos e oportunistas que acicatam os cidadãos contra a estrutura apaziguadora e de projecto de paz que é a União Europeia.