Cigarro Eletrónico Suícida

Cigarro electrónico suicida?

Muitos têm sido os estudos realizados aos possíveis efeitos nocivos dos cigarros electrónicos para a saúde.

O mais recente, revela que os vapores dos cigarros electrónicos diminuem as defesas contra as infecções respiratórias e contêm compostos químicos que danificam as células, tal como os cigarros tradicionais segundo a Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos.

O que me preocupa na utilização dos mesmos, para além dos seus efeitos nocivos é a forma como grande parte dos seus adeptos o utilizam.

Recordo que estes cigarros entraram no mercado com o mote de ajudar os fumadores a deixarem de fumar.

No entanto, não é o que se verifica. E o alerta social deveria começar a ser feito.

A ausência do cheiro atroz do tabaco associado ao cigarro tradicional bem como a permissividade de a versão electrónica poder ser consumida em todos os espaços fazem deste cigarro electrónico um potencial problema para a saúde.

Não esquecendo que muitos dos utilizadores destes cigarros ‘vivem com ele na boca’, ultrapassando assim em larga escala a nicotina diária associada ao cigarro tradicional.

O Bisturi deixa o alerta, quem sabe o futuro nos dá razão.

Esperemos que não seja demasiado tarde, para muitos destes utilizadores.