Entrevista a João Souto, Personalidade Bisturi 2018| Por Mafalda G. Moutinho

Entrevista a João Souto, eleito Personalidade Bisturi 2018| Por Mafalda G. Moutinho

Mafalda: João, para quem não te conhece como te descreverias?

João:

— Sou um jovem de 21 anos, estudante de Medicina e Mágico. Sempre fui uma pessoa admiradora de todas as formas de arte e posso dizer que sou facilmente impressionável. Sempre procurei actividades de “currículo cinzento” que fizessem de mim uma pessoa mais completa.

Mafalda: Quando surgiu a Magia na vida do João Souto?

João:

— A Magia surgiu muito cedo, não como praticante mas como admirador. Desde pequeno adoro a saga “Harry Potter”. Aos cinco anos recebi a minha primeira caixa de Magia, porém como os truques eram muito difíceis para a minha idade coloquei a caixa de parte. Mais tarde com 15 anos de idade fui assistir a um espectáculo de Magia do Mário Daniel e nessa noite decidi que queria que a Magia fizesse parte da minha vida.

Mafalda: Com que idade fizeste o primeiro truque de Magia?

João:

— Comecei a praticar com 15 anos e realizei o meu primeiro espectáculo com 16 anos.

Mafalda: Tens algum truque predilecto?

João:

— Não consigo dizer que sim. A Magia é muito variada no entanto a minha categoria favorita é a magia de palco.

Mafalda: Que emoções sentes com a reacção do público aos teus truques?

João:

— Procuro sempre tirar o máximo de diversão dos meus espectáculos e fazer o público sentir aquilo que eu mesmo sinto ao ver boa magia. No final de cada actuação fico feliz pelo reconhecimento do meu trabalho e acima de tudo por ver nos outros aquilo que a magia é capaz de despertar.

Mafalda: Em criança já sonhavas um dia ser mágico profissional? Quais eram os sonhos do João, criança e adolescente nesse âmbito?

João:

— Um pouco como todas as crianças em criança dizia aos meus pais que queria ser muita coisa (jogador de futebol, bombeiro, cientista…) no entanto mágico não foi uma delas. Apenas mais tarde já no decorrer do ensino secundário surgiu a hipótese na minha cabeça de que a magia poderia fazer parte do meu futuro profissional. Apesar disso hoje em dia tenho a intenção de seguir a Medicina como carreira profissional, sem nunca deixar a magia para trás. Tenciono exercer Medicina daqui a alguns anos mantendo os meus espectáculos de Magia.

Mafalda: Como surgiu a participação no Got Talent Portugal, concurso televisivo de talentos do qual foste Finalista? Foste tu que te inscreveste?

João:

— A minha participação surgiu um pouco “caída do céu”. Na altura não fazia parte dos meus planos. Foi algo que vi e depois do incentivo de alguns colegas disse para mim próprio “porque não?”

Mafalda: Quais foram as consequências desse concurso na tua vida através da notoriedade televisiva do mesmo?

João:

— A participação no concurso fez-me crescer como artista e comecei a olhar para a minha carreira como artista doutra forma, não só pela exigência do concurso como pela visibilidade que me deu.

Mafalda: Tens feito espectáculos um pouco por todo o lado inclusive em programas televisivos. Queres contar-nos em que locais já actuaste?

João:

— A grande maioria do meu trabalho passa por animação de eventos particulares quer em jantares de empresas, casamentos etc.

Mafalda: Como podemos contratar-te para um espectáculo de magia?

João:

— Podem contactar-me através da minha página no Facebook, email e muito em breve através do meu site.

Mafalda: Como concilias ser trabalhador-estudante, quando abraças um curso academicamente tão exigente como Medicina?

João:

— Acho que todas as pessoas conseguem conciliar várias actividades ao mesmo tempo basta que tenham gosto e paixão por aquilo que fazem. O meu segredo é uma boa gestão de tempo, aproveitando bem o “tempo livre”. No final todo o esforço é recompensado.

Mafalda: Que especialidade médica tens em mente abraçar no futuro?

João:

— Muito sinceramente ainda não tenho nada em mente. O curso é longo e tenho alguns anos pela frente até tomar essa decisão mas gostaria de exercer uma especialidade cirúrgica.

Mafalda: Como reagiram e reagem os teus colegas de faculdade a esta tua faceta de Mágico?

João:

— Reagem com naturalidade encarando como sendo um hobbie.

Mafalda: As nossas vidas pintavam tantas vezes um filme. Tens algum filme marcante?

João:

— Gosto muito de cinema e posso afirmar que a saga “Harry Potter” influenciou a minha veia artística.

Mafalda: Que música escolherias para abrir o site do Bisturi?

João:

— “Time” – Hans Zimmer

Mafalda: Que música escolherias para pano de fundo da nossa Entrevista?

João:

— A música da banda sonora do filme Amélie:

Mafalda: Quais são os sonhos do João para o futuro como mágico? Tencionas abandonar a cartola e os espectáculos?

João:

— Quer um dia venha a ter uma grande carreira como mágico, quer como médico, tenho a certeza que nunca colocarei a magia completamente de parte. Faz parte do meu quotidiano, nem que seja um espectáculo entre amigos com o baralho de cartas que carrego sempre no meu bolso.